Annihilation deixa sensação de que teria algo a mais para mostrar

Eu sem entender por que alguns amigos estavam exaltando este filme como se fosse a grande surpresa de 2018. Já tinha visto algumas críticas positivas vindas lá de fora, e depois de vê-lo, durante viagem de férias, percebi que meus amigos, todos órfãos de Lost, estavam encontrando no novo trabalho de Alex Garland (Ex-Machina) um alento em uma história eletrizante, que mais confunde do que esclarece, e que deixa lacunas para uma continuação. E isso não é um defeito, muito pelo contrário. –

Annihilation, filme de ficção científica de horror lançado neste ano pela Netflix tem cara de clássico do gênero, e não é por menos. História e atuações empolgantes, além de um visual futurista digno das telonas, o que, por motivos comerciais, não aconteceu. Dica é ver o longa na maior TV da casa, e não fazer como fiz: em um smartphone no balançar das estradas esburacadas do meu Estado.

Sinopse

Uma bióloga (Natalie Portman) se junta a uma expedição secreta com outras três mulheres em uma região conhecida como Área X, um local isolado da civilização onde as leis da natureza não se aplicam. Lá, ela precisa lidar com uma misteriosa contaminação, um animal mortal e ainda procura por pistas de colegas que desaparecem, incluindo seu marido (Oscar Isaac).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s