Caiu na rede · Música

“Meu Mundo Caiu”, a trilha sonora de um Brasil ainda em (des)construção

Diante as incertezas sobre os rumos que o País levará nos próximos dias, semanas, meses e anos, resolvi criar uma playlist no Spotify que conte um pouco dessa história de cinco séculos ainda contada de um jeito torto e sem muitas perspectivas no horizonte. Escolhi 50 músicas, de grandes hinos de décadas atrás até canções produzidas ainda ontem. Espero que gostem, que curtam, que compartilham e que comente. Segue:

Caiu na rede · Música

Quem foi o maior frontman da história do rock? Veja a lista e descubra

Quem foi o maior frontman de todos os tempos? Vez por outra sai uma lista com esse questionamento, e quase sempre os mesmos nomes estão lá no topo. E isso já tem um bom tempo que é assim. A Giwise, uma revista online de música do Reino Unido, resolveu  fazer a sua listinha, e eis que as mesmas figurinhas carimbadas aprecem entre os primeiros, mas outros nomes que surgiram nos últimos anos, como o líder do Muse Matt Bellamy, e Julian Casablancas, do The Strokes, despontam como as novidades, e quem sabe, em uma avaliação futura possam figurar entre os maiorais. Isso  o tempo e o trabalho deles quem vai dizer.

A lista da Gigwise elegeu os 100 maiores frontmen de todos os tempos, e eu, até mesmo para não cansar vocês, republico os 50 mais. Ser o cara que vai animar o público, dar a cara a tapa não é nada fácil, até porque ele é o primeiro nome que os críticos de plantão vão apontar na hora do erro. O frontman é aquele cara que canaliza as músicas no palco, um verdadeiro porta-voz junto aos fãs. É quem vai fazer com que a banda entre para a história da música. Eis aqui os 50 mais segundo a publicação britânica. Você concorda ou discorda? Quem devera estar entre os 50 mais em sua opinião?

Os 50  maiores frontmen de todos os tempos

50.Bruce Dickson, Iron Maiden

49.Brian Mlko, Placebo

48.Corey Taylor, Slipknot

47.Samuel T. Herring Future Islands

46.Samuel T. Hering

45.Ian Brown, Stone ORses

44.Bono, U2

43.Josh Homme, Queens Of the Stone Age

42.Mike Patton, Faith No More

41.Damon Albarn, Blur/Gorilaz

Damon Albarn, Blur_Gorilaz

40.Tyler The Creator, Odd Future

39.Pete Doherty, The Libertines

38.Joey Ramone, The Ramones

37.James Murphy, LCD SOundsystem

36.Alex Turner, Arctic Monkeys

35.Davve Grohl, Foo Fighters

34.Julian Casablancas, The Strokes

33.Bryan Ferry, Roxy Music

32.Robert Smith, The Cure

31.Nick cave, The Bad Seeds

Nick cave, The Bad Seeds

30.Henry Rolons, Black Flag

29.Axl Rose, Gnns n’ roses

28.Steven Tyler, Aerosmith

27.Ozzy Osbourne, Black Sabbath

26.Dave Gahan, Depeche Mode

25.John Lydon, Sex Pistols

24.Richard Ashcroft, The Verve

23.Brandon Flowers, The Killers

22.Tohm Yorke, Radiohead

21.Paul Weller, The Jam

Paul Weller, The Jam

20.Chuck D, Public Enemy

19.Zack de la Rocha, Rage Against the Machine

18.Jarvis Cocker, Pulp

17.Marc Bolan T. Rex

16.Roger Daltrey, The Who

15.Keith Flint, The Prodigy

14.David Byrne, The Talking Heads

13.Jack WHite, The White Stripes

12.Lou Reed,Velvet Underground

11.Morrissey, The Smiths

The Smiths

10.Matt Bellamy, Muse

9.Fela Kuti, Africa 70

8.Liam Gallagher, Oasis

7.Iggy Pop, The Stooges

6.Jim Morrison, The Doors

5.Mick Jagger, Rolling Stones

4.Kurt Cobain, Nirvana

3.Robert Plant, Led Zeppelin

2.Joe Summer, The Clash

1.Freddie Mercury, Queen

Freddie Mercury, QUEEN

Caiu na rede · Programação

Maestrick interpreta músicas de disco clássico do Queen

Banda se apresenta nesta sexta-feira,em São Paulo. FOTO: DIVULGAÇÃO
Banda se apresenta nesta sexta-feira,em São Paulo. FOTO: DIVULGAÇÃO

Em março de 1974, o Queen lançava o seu segundo álbum, denominado Queen II, com uma sonoridade superior ao anterior, Queen, com músicas que seriam a base para grandes clássicos, como The March Of the Black Queen, que tem estrutura semelhante à operística Bohemian Rhapsody; e Seven Seas Of Rhye, primeiro single de sucesso da banda. Eis que mais de quatro décadas depois, o  Maestrick, banda de  metal progressivo do Interior de São Paulo aceitou o desafio do Sesc para tocar na íntegra todas as músicas do disco.

A informação pegou fãs da banda de Freddie Mercury e companhia de surpresa, e todos estão ansiosos para acompanhar as versões que o Maestrick preparou para a noite desta sexta-feira (31), uma vez que há canções que nunca foram executadas ao vivo, nem mesmo pelos integrantes do Queen.  Ogre Battle, por exemplo, um dos primeiros heavy metal da banda, e um dos mais pesados já escrito por Mercury, é  de uma execução ímpar ao vivo, tanto que o grupo a utilizou em diversos shows até o fim dos anos 1970.

original

A ideia para interpretar um disco do Queen na íntegra partiu do Sesc Rio Preto, em São Paulo, que no mês de julho promoveu um projeto chamado Rock Conceitual, que escolhe algumas bandas para executar discos clássicos. “Para nossa felicidade, o Sesc escolheu o Maestrick pela identidade que temos com a música deles e por termos executado em alguns shows o cover de “Bohemian Rhapsody”. Na banda somos todos fãs, mas eu, em especial, tenho tudo deles e coincidentemente o “Queen II” é meu disco preferido”, disse o vocalista Fábio Caldeira. O disco também é o favorito de Brian May.

O Maestrick, que tem influência clara da banda britânica, segundo Caldeira, procura sempre fazer o trabalho de forma espontânea, analisando cada nota, cada palavra, cada arranjo, sem se preocupar em ficar dentro da mesma estética sempre. “A discografia do Queen fala por si só nesse quesito. E claro, as apresentações ao vivo, onde sempre temos a ideia de levar o melhor possível, não importa para onde formos. Nosso show tem começo, meio e fim. Como uma peça teatral, uma ópera rock”, explica.

queen___queen_ii_by_felipemuve-d6ewwp1

A banda entende muito bem a responsabilidade de interpretar o disco

Parece um tanto perigoso para um banda atual interpretar os sons desse disco, que é tido como um verdadeiro embrião do que viria a ser o Queen nos anos seguintes. Mas para Fábio Caldeira, buscando entender o contexto, as ideias e o conceito por trás do disco, com seus arranjos e músicas, você acaba conseguindo conquistar os fãs e um  novo público.

“O Maestrick entendeu a missão, e por isso, com respeito e muito estudo, as coisas estão indo muito bem”. O grupo está trabalhando em um novo disco, mas algumas propostas de shows surgiram, e a banda está estudando a possibilidade de fazer uma pequena tour em setembro. Vai depender do feedback dado pelo show de logo mais.

Sobre o Maestrick

O Maestrick é uma banda de músicas próprias, que tem nove anos de existência. Ele trabalha na linha do Heavy Metal/Rock Progressivo, anexando sempre outros estilos, desde música regional até world music em geral. Eles trabalham com um conceito por trás dos trabalhos, e as músicas normalmente são trilhas sonoras de histórias.

O primeiro titulo da banda, intitulado “Unpuzzle!”, saiu em dezembro de 2011 no Brasil e depois foi lançado  mundialmente através de uma gravadora da Alemanha. “No momento estamos finalizando a pré-produção do nosso segundo disco, que temos a intenção de lançar no ano que vem e então partir para uma turnê”, explicou o vocalista.

Queen_II

 

 

 

 

 

Queen II (1974)

Procession” (Instrumental)
“Father to Son”
“White Queen (As It Began)”
“Some Day One Day”
“The Loser in the End”
“Ogre Battle”
“The Fairy Feller’s Master-Stroke”
“Nevermore”
“The March of the Black Queen”
“Funny How Love Is”
“Seven Seas of Rhye”

Caiu na rede · Lançamentos · Programação

Conheça os 25 maiores filmes americanos de todos os tempos

Os filmes americanos estão entre aqueles mais exportados em todo o mundo. Os Estados Unidos têm sido considerado ao longo da história uma potência no que diz respeito ao desenvolvimento do cinema, a partir de longas de entretenimento até produtos mais indepentes e de vanguarda. Em reconhecimento à influência do cinema americano, a BBC Cultura entrevistou 62 críticos de cinema em todo o mundo e listou os 100 maiores filmes americanos de todos os tempos.

Para deixar a postagem mais simplificada e menos cansativa, enumerei os 25 melhores filmes segundo a lista da BBC, e aqui vos apresento com algumas sinopses. Nos 25 mais do cinema americano, pode-se constatar que sete deles foram produzidos na década de 1970 e quatro nas décadas de 1940 e 1950. Três foram feitos na década de 1920 e 1960, e nas décadas de 1980, 1990 e anos 2000 são representados por apenas um filme cada.

Na lista temos David Lynch, Martin Scorsese, Woody Allen, Charles Chaplin e Francis Ford Coppola e Orson Welles entre as estrelas que dirigiram os maiores filmes da história. Mas afinal de contas, o que define um filme americano?

Para efeito desta pesquisa, como explica a BBC Cultura, é qualquer filme que recebeu financiamento de uma fonte norte-americana, sendo que os diretores não têm que, necessariamente, terem nascidos nos Estados Unidos. Na lista dos 100 mais, pelo menos 32 filmes foram dirigidos por cineastas nascidos em outro lugar. Cada crítico que participou da pesquisa apresentou uma lista de 10 filmes, com a sua escolha para o melhor filme que recebeu 10 ponto. O resultado está na lista a seguir.

Faça a coisa certa
25.Faça a coisa certa  (1989)

O filme conta a história de um italiano proprietário de uma pizzaria em uma zona problemática de Nova York nos anos 1980, cuja maioria dos moradores é negra.  Seu negócio atrai clientes, até ele se envolver em discussões e bate-bocas com alguns moradores do bairro, gerando um conflito inter-racial.

Se Meu Apartamento Falasse (1960)
24.Se Meu Apartamento Falasse (1960)

Querendo agradar seus chefes e, em consequência, subir na vida, um homem solteiro resolveu emprestar seu apartamento para que os executivos casados pudessem ter encontros amorosos. Mas a situação sai de controle quando ele se apaixona pela amante de um de seus chefes.

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977)
23.Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977)

O filme conta a história de Alvy Singer (Woody Allen), um humorista judeu e divorciado que faz análise há quinze anos. Ele acaba se apaixonando por Annie Hall (Diane Keaton), uma cantora em início de carreira, e com a cabeça um pouco complicada. Em pouco tempo estão morando juntos e não demora para se iniciar um período de crises conjugais.

Ouro e Maldição (1924)
22.Ouro e Maldição (1924)

O dentista McTeague, de São Francisco, se apaixona por Trina, uma mulher de quem fez tratamento dentário. Seu melhor amigo e também rival do amor de Trina é Marcus, que permite que Mac se case com Trina, mas muda de ideia depois que a mulher ganha na loteria. Ele então aciona seus contatos no governo local, e consegue acabar com a vida de Mac, que fecha o consultório, passa a beber e a bater na mulher.

Cidade dos Sonhos (2001)
21.Cidade dos Sonhos (2001)

Uma mulher morena é atacada por um assassino profissional, mas escapa após ambos se envolverem em um acidente de carro na Avenida Mulholland em Hollywood, onde apenas a mulher sobrevive. Ela anda até Los Angeles, onde entra em um apartamento recentemente desocupado por uma mulher ruiva. Uma aspirante a atriz chamada Betty Elms chega ao apartamento e encontra a morena, que está com amnésia e não se lembra de quem é, adotando o nome “Rita” após ver o pôster de um filme estrelado por Rita Hayworth na parede. As duas decidem olhar na bolsa de Rita em busca de pistas e encontram uma grande quantia em dinheiro e uma chave azul.
Paralelamente, em uma lanchonete, um homem conta a seu amigo que teve um pesadelo em que havia um monstro nos fundos da lanchonete. Os dois decidem investigar, e a criatura aparece, deixando o homem que teve o pesadelo paralisado de medo.

Os Bons Companheiros (1990)
20.Os Bons Companheiros (1990)

Querendo fazer parte de algo significativo, Henry sai da escola e vai trabalhar para eles. Seu pai um irlandês-americano, conhecendo a verdadeira natureza da máfia, tenta impedir que Henry depois de saber da sua falta da escola, mas os bandidos ameaçam o carteiro local, com consequências terríveis que ele deveria entregar as cartas da escola para os mafiosos
. Henry é capaz de ganhar a vida por si mesmo e aprende duas lições mais importantes na vida: “Nunca traia seus amigos, e sempre mantenha a boca fechada”, o conselho é dado a ele depois de ser absolvido das acusações criminais no início de sua carreira.

Taxi Driver (1976)
19.Taxi Driver (1976)

Travis Bickle  é um jovem de 26 anos frustrado e alienado do meio-oeste dos Estados Unidos, que alega ter sido recentemente dispensado do Corpo de Fuzileiros Navais. Ele sofre de insônia e consequentemente arranja um emprego como taxista na cidade de Nova Iorque, oferecendo-se para trabalhar no turno da madrugada.
Travis passa o seu tempo livre assistindo a filmes pornográficos em cinemas imundos, dirigindo-se sem rumo pela periferia de Manhattan. Também observa Nova York de seu táxi e irrompe com violência contra o que julga ser a escória que contamina a cidade.


18.Luzes da Cidade (1931)

O enredo gira em torno do Vagabundo, novamente sem dinheiro e sem onde morar, e de uma jovem e pobre florista cega pela qual ele se apaixona. A garota o confunde com um milionário e, para não desapontá-la, o vagabundo finge ser rico. Posteriormente, ele impede um milionário bêbado de suicidar-se e, devido ao seu ato heróico, tornam-se grandes amigos, mas sempre quando o milionário fica sóbrio ele não se lembra mais do vagabundo nem do que ocorreu enquanto estava bêbado.

Em busca do ouro (1925)
17.Em busca do ouro (1925)

Neste filme, o Vagabundo vai tentar a sorte em Klondike, no Alasca, na “febre do ouro” em 1898, em busca da riqueza e felicidade. Carlitos está a procura de minas de ouro, e vai andando na procura deste. Enquanto isso Jim MacKay, mais conhecido como Big Jim está demarcando as suas terras, e consegue achar uma montanha de ouro.

Onde os homens são homens (1971)
16.Onde os homens são homens (1971)

Ao perambular pelo inóspito Velho Oeste, durante o Inverno de 1902, o jogador John McCabe chega à cidadezinha de Presbyterian Church e decide abrir um prostíbulo ali. Logo aparece Constance Miller, madame que se oferece para tocar o empreendimento, de vez que é escolada na profissão.
Os negócios vão bem, a cidade cresce, e isso acaba por atrair especuladores interessados no solo do lugar, rico em minério. Eles querem que McCabe caia fora, mas ele se recusa. Tudo, enfim, é decidido em um surreal duelo num campo coberto pela neve.

Os melhores anos de nossa vida (1946)
15.Os melhores anos de nossa vida (1946)

Após a Segunda Guerra Mundial, Fred Derry, Homer Parrish e Al Stephenson se encontram num voo em avião militar para Boone City (cidade fictícia)1 ). Fred é um condecorado capitão da Força Aérea, Homer é um marinheiro que perdeu as duas mãos após seu navio ser atacado e que foram substituídas por próteses mecânicas de duplo gancho e Al serviu na Infantaria do Exército como sargento de pelotão no Pacífico.

Nashville (1975)
14.Nashville (1975)

O filme se baseia, com um certo clima de sátira, no ambiente empresarial da música country e gospel existente em Nashville, Tennessee, combinado com uma campanha política para a presidência dos Estados Unidos.
O enredo do filme entrelaça múltiplas histórias que convergem no clímax final que ocorre no Partenon daquela cidade (uma réplica do Partenon original ateniense). Com muitos números musicais, a canção-tema do filme, “It Don’t Worry Me”, ouvida esporadicamente durante o desenrolar da história, é cantada no final.

Intriga Internacional (1959)
13.Intriga Internacional (1959)

Um inocente executivo de publicidade, Roger Thornhill, confundido com um agente chamado George Kaplan, é perseguido através dos Estados Unidos por agentes de um misteriosa organização, que acreditam que ele esteja interferindo com o roubo de um microfilme secreto.

Chinatown (1974)
12.Chinatown (1974)

Na década de 1930, em meio as guerras da água na Califórnia, J.J Gittes é um detetive de Los Angeles especializado em casos matrimoniais. É contratado por Evelyn Mulwray para investigar uma suposta traição do marido, Hollis Mulwray, engenheiro-chefe da Companhia de Água e Energia de Los Angeles.
Gittes descobre que Hollis mantem um relacionamento com uma moça, porém, é surpreendido quando a verdadeira Evelyn Mulwray aparece em seu escritório disposta a processá-lo. Em seguida, Hollis aparece morto em um reservatório e Gittes decide descobrir quem o enganou. Sua busca revela uma trama de desvio de fornecimento de água, aquisições de terras no Vale de São Fernando e o envolvimento de pessoas ligadas a Companhia de Água e Energia, e até do pai de Evelyn, Noah Cross.

Soberba (1942)
11.Soberba (1942)

A bela Isabel reina na mansão Amberson, a mais espetacular de Indianápolis. Isabel ia casar-se com Eugene, brilhante inventor, mas ele a humilhou em público um dia e ela acabou se decidindo por Wilbur Minafer. O casal tem um filho, George, arrogante, invejoso, intratável.
Após a morte de Wilbur, Eugene, agora rico fabricante de automóveis, corteja novamente Isabel, que o aceita. George, porém, deseja a mãe só para si e faz de tudo para atrapalhar o namoro. Com a ajuda da tia Fanny, ele provoca e também acaba vítima de uma série de infortúnios que se abate sobre os Ambersons.

Poderoso Chefão II (1974)
10.O Poderoso Chefão II (1974)

Na segunda parte da saga da família Corleone, que terminou em 1974, são contadas duas histórias paralelas. A primeira é a continuação de The Godfather. Agora, Michael está mais maduro e ousado no controle da família, e os Corleones tentam expandir seu império atuando na costa leste dos Estados Unidos. Paralelamente, o filme apresenta toda a infância e a mocidade de Vito Andolini, que mais tarde seria conhecido como Don Vito Corleone.
Após a máfia local matar sua família, o jovem Vito foge da sua cidade na Sicília e vai para a América. Já adulto em Little Italy, Vito luta para ganhar a vida (legal ou ilegalmente) para manter sua esposa e filhos.


9.Casablanca (1942)

Durante a Segunda Guerra Mundial, Rick Blaine (Humphrey Bogart), um americano amargo e cínico, expatriado de causas desconhecidas, administra a casa noturna mais popular em Casablanca (Marrocos), o “Café de Rick” .
Esta também é uma casa de apostas que atrai uma clientela diversificada: as pessoas da França de Vichy, os funcionários da Alemanha Nazi, refugiados, políticos e ladrões.

Psicose (1960)
8.Psicose (1960)

O enredo gira em torno do encontro entre a secretária, Marion Crane (Leigh), que após dar um desfalque em seu empregador, vai parar num decadente motel, dirigido por um perturbado rapaz, Norman Bates (Perkins), e suas consequências a partir do encontro.

Cantando na chuva (1952)
7.Cantando na chuva (1952)

Don Lockwood é uma estrela do cinema mudo popular mas com raízes como um cantor, dançarino e dublê. Don mal consegue tolerar sua insípida “noiva” Lina Lamont, apesar do estúdio, Pictures Monumental, vender um relacionamento entre eles para aumentar sua popularidade. Lina está convencida de que eles estão apaixonados, apesar do tratamento negativo que ela tem dele.

Aurora (1927)
6.Aurora (1927)

Durante as férias de verão, uma excursão vinda da cidade chega a um bucólico vilarejo situado às margens de um lago. Fazia parte dessa excursão uma mulher que, semanas após todos regressarem à cidade, permaneceu no vilarejo porque havia se tornado amante de um fazendeiro.

Rastros de ódio (1956)
5.Rastros de ódio (1956)

Em 1868, o veterano ex-oficial confederado Ethan Edwards retorna da Guerra Civil Americana e vai para o rancho de seu irmão na zona rural do Texas. Pouco tempo depois de sua chegada, os Comanches matam seu irmão e sua cunhada e raptam as duas filhas, uma delas ainda menina.

2001 – Uma odisséia no espaço (1968)
4.2001 – Uma  odisséia no espaço (1968)

O filme lida com os elementos temáticos da evolução humana, tecnologia, inteligência artificial e vida extraterrestre. É notável por seu realismo científico, efeitos visuais pioneiros, imagens ambíguas que são abertas a ponto de se aproximarem do surrealismo, som no lugar de técnicas narrativas tradicionais e o uso mínimo de diálogo.

Vertigo (1956)
3.Vertigo (1956)

Depois de um incidente num telhado, quando um policial morreu devido a acrofobia e a vertigem do detetive da Policia de San Francisco (Califórnia) John “Scottie” Ferguson, ele se aposenta. Scottie tenta superar seu medo mas sua ex-noiva Midge Wood sugere que apenas por outro choque emocional ele seria curado.

O poderoso chefão (1972)
2.O poderoso chefão (1972)

No verão de 1945, Don Vito Corleone ouve pedidos de favores durante o casamento da sua filha Connie, enquanto o seu consigliere e filho adotivo, Tom Hagen, apenas escuta. O cantor e “afilhado” do Don, Johnny Fontane, pede ajuda para estrelar um filme que vai ajudá-lo a reerguer sua carreira.
Hagen vai a Califórnia para se encontrar com o chefe do estúdio Jack Woltz com o objetivo de adquirir o papel para Fontane. Depois de recusar-se a escalar Fontane, ele desperta na manhã seguinte com a cabeça decapitada do seu valioso e estimado cavalo Khartum na cama.

Cidadão Kane (1942)
1.Cidadão Kane (1942)

O filme inicia com a  morte de Charles Foster Kane, momentos antes da qual pronuncia a palavra “Rosebud”. Após dias de sensacionalismo em cima da notícia de sua morte, o jornalista Jerry Thompson (William Alland) é enviado por seu chefe para investigar a vida de Kane, a fim de descobrir o significado de sua última palavra (Rosebud).
Entrevistando pessoas do passado de Kane, o jornalista mergulha na vida de um homem solitário, que desde a infância é obrigado a seguir a vontade alheia. Ninguém a seu redor importa-se com Kane, que busca por meio da aquisição de bens a adoração das pessoas.

Caiu na rede

Nações mais ricas tendem a ser menos religiosas; veja o quadro

Um estudo do Pew Research Center em diversos países do mundo mostrou que quanto mais religiosa é uma nação, menos desenvolvida ela é. A pesquisa, concluída no ano passado, por exemplo, apresentou resultado em que cidadãos de algumas dessas regiões do globo consideram a religião muito importante  em suas vidas, e são justamente eles os menos desenvolvidos.

Paquistão, Senegal, Indonésia, Filipinas, El Salvador, Quênia, Uganda e até o Brasil estão na lista dos mais religiosos.  Cerca de 74% dos brasileiros consideram importante fazer parte de qualquer culto religioso. No Paquistão são 98% e Nigéria 90%.

No outro lado estão aqueles que menos se consideram religiosos, e que não consideram a religião como algo importante em suas vidas. São eles: Austrália, Japão, Canadá, Alemanha, Coréia do Sul, Espanha, Israel, China e França. Somente 2% dos chineses acreditam na força da religião em suas vidas, e no Japão 10%.

untitled

Estados Unidos é exceção na lista da Pew Research Center

Os franceses somam 13% de religiosos, e os russos 18%.  Somente os americanos  não se encaixam na estatística, pois sendo a nação mais desenvolvida do planeta tem quase 60% dos cidadãos acreditando na importância da religião em suas decisões diárias.

Caiu na rede · Lançamentos · Música

Forro in the Dark lança quinto disco de inéditas

Sem título

Ouvi o som feito pelos caras do Forro in the Dark por volta de 2012, e desde então tenho acompanhado o pouco que chega até nós através da internet e redes sociais. Como já tinha adiantado aqui no blog, os caras estavam trabalhando em dois discos novos, e eu já dei uma conferida em um deles, o Forrozinho, ainda sem previsão de lançamento.

Mais uma vez misturando baião, folk e country com guitarra e timbres eletrônicos, o grupo vez ou outra nos faz lembrar o rei do baião, Luiz Gonzaga, mas até Fela Kuti é homenageado em um dos sons. É aguardar para ver. Quando eles liberarem os áudios, disponibilizo aqui para vocês.

>>O sertão é do tamanho do mundo: a história do Forro in the Dark

segue o tracklist

1 Uluwati
2 Novato
3 Forro Zinho
4 Life Is Only Real Then When I Am
5 Shaolin Bossa
6 Sunset Surfer
7 Zavebe
8 Ode To Delphi
9 Number 2
10 Annabel
11 The Quiet Surf