Caiu na rede

Você pergunta, o Zuckerberg responde

Sem título

O todo poderoso dono da rede social Facebook, Marck Zuckerberg, surpreendeu a todos, mais uma vez,  na noite desta terça-feira (14), e disse que iria responder a qualquer pergunta que fosse feita pelos internautas seguidores de seu perfil. “Nas próximas horas estarei respondendo as suas perguntas aqui no Facebook sobre o que estiver em sua mente. Acho que seria importante que as pessoas possam participar disso. Deixe suas perguntas nos comentários abaixo e vou tentar responder nas próximas horas”, disse o CEO do Face.

Na primeira meia hora foram milhares de compartilhamentos e perguntas feitas até por artistas consagrados, como Shakira e por outros magnatas das redes sociais. Acadêmicos também resolveram a rara oportunidade para tirar algumas dúvidas com Zuckerberg, e teve até quem tirasse uma ondinha perguntando, por exemplo, qual era a cor de um vestido na foto. O presidente da Virgin, Richard Branson, perguntou a ele sobre os maiores benefícios de se integrar os um terço da população do globo na Internet.

Sem título

“Quando falamos sobre a conexão do mundo, a maioria das pessoas falam sobre os claros benefícios para todos aqueles que tenham acesso à Internet e não têm hoje. Esses benefícios são muitos: o acesso à educação, informações de saúde, postos de trabalho e assim por diante. Muitas pessoas estimam que para cada bilhão de pessoas que se conectam, vamos tirar mais de 100 milhões de pessoas da pobreza. Mas uma coisa que nós muitas vezes ignoramos nesta discussão é a forma como todos que já estão conectados vão se beneficiar de ter todos online.

Pense sobre como muitos empresários brilhantes que estão lá fora que têm grandes idéias e vontade de mudar o mundo, mas só falta ferramentas básicas para fazê-lo hoje.  Uma vez que se conectar, poderemos ter 3 vezes mais boas idéias e novos serviços incríveis construídos que vai beneficiar a todos ao redor do mundo”. Essa foi a resposta.

Já Shakira, questionou sobre as melhores ferramentas de ensino na Internet para comunidades carentes e necessitadas desse tipo de ferramenta. “Estou muito animado sobre o aprendizado personalizado – dando a todos a capacidade de usar a tecnologia para aprender o que eles estão mais interessados e em seu próprio ritmo. Há algumas escolas experimentando com diferentes modelos personalizados de aprendizagem e obtendo grandes resultados. Eu estou apoiando algumas dessas escolas através da minha filantropia pessoal e o Facebook também está ajudando a construir software de código aberto para alimentar algumas dessas ferramentas”, disse Mark. Teve até quem pediu emprego a ele, e ele, claro respondeu. 

Mark prometeu repetir a dose em breve: Sem título

 

Caiu na rede

Garoto recebe prótese do Homem de Ferro

Tony Stark também tem um grande coração. A estrela de Hollywood, Robert Downey Jr, que dá vida no cinema ao super-herói Homem de Ferro, presenteou um garoto com uma prótese do braço  do personagem. O pequeno Alex nasceu com o braço direito pouco desenvolvido, e a Microsoft, através do Collective Project, trabalhou para desenvolver o equipamento para Alex.

O menino é um apaixonado por super-heróis, e foi a partir daí que os criadores da prótese tiveram a brilhante ideia de chamar Tony Stark para levar o material ao garoto.  Robert Downey Jr, caracterizado com seu personagem, foi pessoalmente presentear Alex. “Tive o privilégio  de apresentar o braço biônico do Homem de Ferro para Alex, o garoto de sete anos mais elegante que conheci”, disse ele em sua página no Facebook.

Caiu na rede

O nu de Jade Beall censurado pelo Facebook

Primeira imagem, ainda não censurada pela rede social. FOTO: DIVULGAÇÃO/FACEBOOK
Primeira imagem, ainda não censurada pela rede social. FOTO: DIVULGAÇÃO/FACEBOOK

“Picasso desenhou rostos que surgiram de sua alma. Frida pintou sua bela vida dolorosa. Eu sou uma artista como eles, como você. Eu amo o corpo nu. É um processo sagrado e minhas modelos são heroínas”

A americana Jade Beall fotografou durante 15 anos, mas foi ao fazer um autorretrato nu amamentando seu filho, com alguns quilos a mais, que percebeu as belezas “falhas” e as formas de vulnerabilidades de todas as mães. Decidiu, a partir dali, retratar mães como ela, em momentos de intimidade com seus rebentos

Quando Beall postou recentemente um de seus retratos de grupo de mães amamentando em sua página no Facebook , ela foi esmagada com alguns questionamentos em privado, principalmente de homens que se sentiram incomodados com as representações artísticas. Eles diziam que ela deveria retirar as imagens da rede social, e denunciaram ao Facebook. Beall já havia ofuscado algumas imagens de mamilos à mostra, assim como uma mãe em nu frontal, isso porque a mesma imagem já havia sido retirada do ar, antes mesmo das denúncias feitas por usuários ofendidos.

A artista ainda desabafou dizendo que entende a política “anti-mamilo” do Facebook, porque não é um problema só da rede social, mas é algo cultural, onde os homens podem expor seus peitorais e as mulheres não. O desejo da fotógrafa é que os americanos (e, com certeza, o resto do mundo também) redefinam sua relação com os seios de uma mulher, e aprendam a celebrar o nu, sem ter que classificar as imagens como “nojentas”.

Segunda imagem, já censurada pelo Facebook
Segunda imagem, já censurada pelo Facebook

Segundo explica em seu Facebook, Jade Beall, ela postou a foto no Facebook no último dia 5 de fevereiro, e de cara, obteve mais de nove mil curtidas, além de três mil compartilhamentos. No entanto, foi denunciada por alguns usuários que  se sentiram ofendidos e teve que excluir a imagem, logo em seguida, sendo postada outra vez, mas com os mamilos ofuscados, assim como um nu frontal.

Para ver a arte da fotógrafa sem censura basta acessar o site http://www.jadebeall.com. Conforme disse na rede social, a intenção da foto era celebrar a força da mulher. “Não quero dizer que é assim que as mulheres devem ou não devem amamentar. Esta é minha arte, isso é como eu quero mostrar meu trabalho. As mulheres nesta foto posaram para mim porque confiam em mim, e estão à procura para curar suas histórias de não serem boas o suficiente. Elas querem aprender a amar a pele e querem que você sinta isso também. Sim, você! Nós somos todos exclusivos e lindos e diferentes e todos fomos feitos para amar”.